O poder da repetição para uma marca

Quem não gostaria de ter sua marca no mindset de seus consumidores. A chance de pensar “sim” é enorme, mas você sabe como e porque isso acontece? Não sei se já pensou a respeito mas o trabalho de PR – ou relações públicas, como queira – quando bem feito, se torna um grande aliado para te ajudar nessa jornada.

Para começar, quero te trazer uma nova maneira de enxergar o que é PR. Esqueça um simples envio de “press-release” a jornalistas. Essa é UMA das várias atividades da assessoria de imprensa, que nada mais é do que uma das frentes de atuação em PR. Aqui está a confusão. PR, como o próprio nome sugere, pode ser traduzido como a arte de se relacionar.

Quem disse que você só quer interagir com jornalistas? Eles são peça-chave para o ganho de visibilidade e reputação de uma marca – mas limitar PR a essa atividade é diminuir demais seu potencial. Se você imagina PR dessa forma, eu te entendo perfeitamente. As próprias agências se mostram de maneira confusa e limitada. Por isso, te convido a pensar em Relações Públicas como um grande guarda-chuva que te traz um estudo de públicos, principais mensagens e discursos a serem aplicados nas mais diversas formas – tanto pelas agências de publicidade quanto em pontos de venda. Em resumo, é o coração da comunicação de uma marca, pois visa posicioná-la da melhor forma.

Cannes mostra que PR é mais do que Assessoria de Imprensa

O que acontece é que há muito tempo esses papéis foram invertidos, o que é um erro. PR foi limitado a Assessoria de Imprensa e muitas vezes na repercussão de peças publicitárias, quando na verdade deveria ser inclusa e compreendida no processo bem antes, na criação delas. Fico feliz por Cannes ter criado um evento voltado à enaltecer ações justamente desenvolvidas com o conceito de PR, o Festival Internacional de Criatividade de Cannes, que acontece entre os dias 17 e 24 de junho. Isso mostra que o mercado está se mexendo e entendendo cada vez mais o papel de PR na comunicação de uma marca. Ainda há muita entrada das agências de publicidade, mas já uma evolução.

Por isso, compreendo que PR deve estar inserido dentro de uma empresa de maneira intrínseca, em todos os conteúdos possíveis de uma empresa. Qual é o objetivo? Unificar a comunicação da marca, onde todos os setores, sejam de atuação interna ou externa, falem a mesma língua com seus colaboradores e stakeholders. É um processo 360º do visual ao textual – e claro as redes sociais fazem parte disso.

Criar uma mensagem clara e objetiva que expresse os valores e objetivos de uma marca é uma das principais entregas de uma agência de PR. Agora, como fazer com que ela alcance quem precisa? A resposta é REPETIÇÃO.

Isso não se limita às grandes marcas esportivas, como o slogan “Just do it” da Nike ou à Hollywood como nos filmes da franquia do agente secreto 007 com a célebre frase “Meu nome é Bond, James Bond”. Se você deseja estar entre as principais empresas do país e obter mais leads, a repetição precisa fazer parte da sua estratégia.

Me lembrei da importância da repetição quando li uma entrevista na Newsweek no ano passado com o ex-presidente norte-americano Bill Clinton, onde falou sobre a necessidade de os democratas praticarem o que ele chamou de “explicação implacável” para diminuir os sentimentos de medo e a confusão semeados pelos republicanos.

Independente da ideologia política, há algo muito forte nessa expressão. Observamos isso o tempo todo em campanhas políticas, que são, em essência, campanhas de PR – com uma marca (o candidato) e uma mensagem bem direcionada. Nós vimos um excelente exemplo disso nas recentes eleições de 2016 por lá.

Em meio a todos os acontecimentos, provavelmente nunca esqueceremos o slogan da campanha de Donald Trump: “Make America Great Again”, claramente uma imitação da campanha de Nixon nos anos 80, obra do famoso e controverso estrategista político Roger Stone.

Nesse momento PR e marketing se unem, onde esse conceito é conhecido como “frequência ativa”. Seja qual for a frase específica que você possa usar, o processo é o mesmo. No começo, são frases e mensagens que parecem se perder ao ouvir. Com a repetição ela cria raízes e de repente…BANG…tomou conta do seu mindset.

Antes que você pense, não estou falando de lavagem cerebral. Pelo contrário, este é um argumento fundamentado que corta a confusão e o ruído do dia a dia e leva o público-alvo a aquele momento: “Ah é isso! ”.

Se você pratica esportes como eu, deve ter tido a experiência de receber instruções que inicialmente não faziam muito sentido. Resgate na memória e perceberá que por conta do processo de tentativa e erro você estava fazendo o que foi pedido.

Assim como a repetição funciona ao ensinar alguém, também é uma das táticas de PR mais eficientes. Não se trata de repetir por repetir e a qualquer hora e oportunidade. Estou falando de repetição com discursos, palavras-chave e mensagens coerentes com os objetivos de negócio de uma empresa. Já a partir disso é possível pensar quando e onde deve se enfatizá-las. Esse é a forma correta de repetição.

Como criar uma estratégia de PR atrelada ao Marketing

Crie mensagens que reflitam o seu melhor

Diversos prospects com quem conversamos os perguntam como é a nossa rotina inicial de trabalho. Respondo sempre que ocupamos boa parte do nosso tempo aprendendo sobre o negócio do cliente, seu mercado, para aí abrirmos nossa “caixa de pandora” com a criação.

Em nossa “fábrica”, detalhamos e criamos as palavras e frases que melhor definem o que a empresa faz e o que a diferencia do mercado. Embora possa haver várias frases ou palavras possíveis que se encaixem no que o cliente faz, é importante reduzir as duas ou três melhores para criar de fato um cenário favorável a repetição. O poder da repetição é maior quando você usa poucas frases, o objetivo aqui é simplificar seja para o consumidor quanto para o influenciador.

Um exemplo fácil de lembrar – sem trocadilhos – é o da Trivago. Tirando o fato de que o marketing da empresa aposta na exaustão de inserções em diversos canais de TV aberta e fechada, há um ponto a ser destacado. Uma mensagem foi escolhida para nortear todos os comerciais e conteúdos nos canais da marca. Duvido nunca ter ouvido a frase “Encontre o hotel ideal pelo melhor preço”.

Agora, porque ele se torna tão familiar? Com a repetição, é como se abrisse um espaço em nossas cabeças. Também é aderente porque cria vínculo emocional e diz claramente o que a Trivago oferece: confiabilidade. Sim, isso também é o trabalho do PR.

Esta mensagem não se limita às palavras. Uma pesquisa mostra a paleta de cores da sua marca tem um impacto incrível na memória e no que você deseja transmitir. Por isso, cheque se você as repete da mesma maneira que em textos. É mais uma arma poderosa em suas mãos, acredite.

Tem mais. Há alguns anos a Microsoft divulgou uma pesquisa que reforça essa ideia. Ela confirma a teoria de as descobertas originais de Thomas Smith, um dos pioneiros do marketing do século 19 observando que, uma pessoa precisa ter contato de 6 e 20 vezes com as mensagens de uma marca para ser verdadeiramente impactada.  Não tenha medo de parecer um disco quebrado. Para seu público, pode ser a primeira vez que ele tenha contato com a sua empresa, sabia? É daí que se gera a também a reputação e a credibilidade de uma marca.

Agora que você conheceu um pouco mais sobre o poder da repetição, determine quais são as palavras-chave que mais traduzem quem você é, diga as no maior número de locais possíveis, gere conteúdos multiplataforma que possibilitem alcançar seus consumidores de maneiras diferentes – seja por vídeos, podcasts, artigos de opinião e/ou postagens em redes sociais – e perceberá quanto um alinhamento estratégico da comunicação da sua empresa fará a diferença.

Post by Lucas Paschoal

Lucas é jornalista e fundador da Híbrida Comunicação, agência de comunicação que atua como assessoria de imprensa, relações públicas, consultoria e produtora de conteúdo voltada a startups, PMEs e profissionais liberais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *